terça-feira, 13/08/2013
Imprensa

Secretaria cria Comitê Pedagógico especial para visitar 200 escolas estaduais até setembro

‘Por dentro da Escola’ reunirá as equipes que coordenam o currículo da rede estadual para intensificar estratégias de aprendizado de 100 mil alunos A Secretaria da Educação do Estado criou um Comitê Pedagógico especial que visitará escolas estaduais da capital e região metropolitana. O objetivo da ação, que começou nesta semana, é auxiliar os educadores […]

‘Por dentro da Escola’ reunirá as equipes que coordenam o currículo da rede estadual para intensificar estratégias de aprendizado de 100 mil alunos

A Secretaria da Educação do Estado criou um Comitê Pedagógico especial que visitará escolas estaduais da capital e região metropolitana. O objetivo da ação, que começou nesta semana, é auxiliar os educadores a formatarem estratégias para o desenvolvimento de novas atividades na aplicação do currículo unificado na rede estadual paulista.

A ação chamada “Por dentro da Escola” contará com 50 duplas formadas por técnicos da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB), responsável pela proposição de diretrizes e normas pedagógicas para as escolas da rede estadual. A ação representa um reforço no acompanhamento da rotina das mais de 5 mil escolas da rede, que já contam com visitas periódicas dos 1.379 Supervisores de Ensino, figura presente nas 91 diretorias de ensino de todo o Estado.

O acompanhamento é focado nos alunos matriculados no Ciclo II do Ensino Fundamental (do 6º ao 9º ano) e, na primeira etapa das visitas, serão 200 escolas contempladas para intensificar as estratégias de aprendizado de cerca de 100 mil estudantes matriculados nestas unidades. 

Durante as visitas, que têm duração de dois dias em cada escola, as equipes técnicas participam de todas as atividades escolares, assistem às aulas de várias disciplinas, frequentam as reuniões e fazem entrevistas com diretores, professores, auxiliares e os funcionários e estudantes. A primeira etapa da ação focada no conteúdo pedagógico será expandida até o final do ano e também servirá de projeto piloto para as escolas localizadas no interior. 

Após a visitação, o comitê fará intervenções pontuais na prática do professor, de maneira que auxilie no trabalho com os alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem, principalmente na leitura e escrita e nos conceitos matemáticos. Durante todo o segundo semestre, as equipes vão produzir um diagnóstico individual de cada escola. Com a análise dos indicadores obtidos será possível eleger e ponderar os procedimentos adequados para cada unidade de ensino.

“Um dos pilares da educação paulista é o apoio, o acompanhamento e o diálogo permanente com os professores da nossa rede. As visitas às escolas ampliam a possibilidade de o profissional fazer um diagnóstico do trabalho já realizado e projetar as ações futuras, com ainda mais direcionamento”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Além da comissão especial, a Secretaria oferece outros instrumentos para orientar o trabalho dos educadores. Nesta primeira quinzena de agosto, está sendo aplicado um exame diagnóstico oferecido a 3,2 milhões de alunos da rede, do 5º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio. Chamada de Avaliação de Aprendizagem em Processo, a prova oferece a todas as unidades de ensino um mapeamento individual das principais dificuldades dos estudantes, para que sejam realizadas ações já no início do semestre letivo.