terça-feira, 08/05/2012
Imprensa

Secretaria da Educação abre inscrições para festival de hip-hop na capital

Evento será o segundo de cinco concursos do gênero musical que a rede estadual promoverá para a comunidade escolar no decorrer deste ano. A competição será realizada no dia 16 de junho na capital Estão abertas as inscrições para o segundo festival do projeto “Hip-hop Ensina”, realizado por meio de parceria entre as secretarias de […]

Evento será o segundo de cinco concursos do gênero musical que a rede estadual promoverá para a comunidade escolar no decorrer deste ano. A competição será realizada no dia 16 de junho na capital

Estão abertas as inscrições para o segundo festival do projeto “Hip-hop Ensina”, realizado por meio de parceria entre as secretarias de Estado da Educação e da Cultura. O evento será realizado no dia 16 de junho, na Escola Estadual Professora Ruth Cabral Troncarelli, em Itaquera, na zona leste da capital. A programação inclui participação especial dos rappers Xis e Anderson Camorra e da equipe de dança B.Boys. As inscrições devem ser efetuadas no endereço eletrônico http://www.projetoape.com.br/?pg=inscricaohiphop. O participante interessado deverá se inscrever até 8 de junho.

As músicas deverão ter conteúdo educativo e abordar temas como riscos do uso de álcool, tabaco e drogas, prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, combate à violência, e discussão das igualdades de gêneros ou de etnias.

Depois de inscrito, o artista deverá encaminhar a letra da música pelo endereço pef_hiphopensina@projetoape.com.br, aos cuidados da equipe de organização do projeto. As 15 melhores composições serão escolhidas para participar do festival, desenvolvido pelo programa Escola da Família e pelo projeto Ações Preventivas na Escola, ambos da Secretaria da Educação.

“Nosso principal objetivo é utilizar o potencial da cultura juvenil para trabalhar a questão da prevenção no ambiente escolar. Nesse sentido, o hip-hop tem se mostrado um veículo eficaz nos processos de aprendizagem”, explica Rubia Carla do Prado, membro da equipe do Escola da Família e uma das idealizadoras da ação.

O festival terá comissão julgadora composta por júri técnico e artístico, que avaliará aspectos como interação com o público, abordagem do tema, proposta artística, performance, entre outros critérios.

“O interesse do projeto é enfatizar o conceito desse gênero musical como instrumento pacífico de transformação social, levando à prática essa teoria”, explica Márcio Santos da Silva, assessor de projetos em hip-hop da Secretaria de Estado da Cultura.

Próximos festivais

As próximas etapas do projeto serão agendadas nas cidades de Jaú, Sertãozinho e Sumaré. Os três melhores classificados de cada região serão premiados com troféus. Entre os que tiverem a primeira colocação em cada um dos eventos, será escolhido um artista para representar o programa Escola da Família no Encontro Paulista de Hip-Hop, a ser realizado em novembro.

“O nosso grupo tem 15 anos e para nós foi uma experiência muito importante, já que tivemos oportunidade de divulgar nosso trabalho e passar uma mensagem tão positiva”, relata Ricardo da Silva Pinho, 28 anos, integrante do grupo Espírito de Rua, que venceu o primeiro festival do projeto, realizado, no dia 31 de março, na Escola Estadual Professora Josepha de Sant’Anna Neves, em São Sebastião.

Sobre o programa Escola da Família

Com o objetivo de aproximar sociedade e escola, desde 2003, o Escola da Família promove a integração entre estudantes, crianças, jovens, adultos e idosos com um trabalho que sociabiliza, diverte e educa a população. Por meio do programa, as unidades escolares da rede pública de São Paulo são abertas aos sábados e domingos à comunidade local, para realização de atividades voltadas ao esporte, à cultura, à saúde e ao trabalho, os quatro eixos da iniciativa.

As atividades são promovidas com o auxílio de profissionais da Educação, voluntários e educadores universitários e visam à inclusão social, tendo como foco o respeito à pluralidade e uma política de prevenção que concorra para uma qualidade de vida cada vez melhor.