sexta-feira, 13/05/2022
Notícia

Secretária da Educação visita escola centenária em Itapetininga

Considerada a primeira Escola Normal do interior de São Paulo, a Escola Estadual Peixoto Gomide faz parte do Programa de Ensino Integral e é referência regional na rede

Em passagem por Itapetininga na última semana, a Secretária da Educação do Estado de São Paulo Renilda Peres, acompanhada da Dirigente de Ensino Vera Lucia, visitou a Escola Estadual Peixoto Gomide, unidade centenária localizada no centro do município, considerada a primeira Escola Normal do interior do estado de São Paulo.

“Estar em Itapetininga e visitar um dos nossos patrimônios da Educação, uma escola centenária após a sua revitalização, nos recorda muito sobre os passos da história da educação e da importância desses prédios. A melhora na estrutura e no ambiente contribuem para a qualidade do ensino de nossos estudantes”, afirma Renilda Peres.

Neste ano a escola ingressou no Programa de Ensino Integral, são mais de 1,6 mil alunos de anos finais (6º ao 9º ano) de ensino fundamental e ensino médio. Referência regional, a escola conta ainda com o Centro de Línguas (CEL), com oferta de 4 idiomas.

“A visita foi muito produtiva, pois ela pode conhecer e conversar com diversos estudantes nas salas, professores, funcionários, diretores de outras unidades e pela Diretoria de Ensino, presentes no momento. Fico imensamente emocionada ao ver quantas mudanças tiveram nessa gestão, principalmente a visibilidade dos recursos recebidos pelo PDDE Paulista que evidenciam o impacto positivo na aprendizagem dos estudantes e na infraestrutura da escola”, pontuou a dirigente Vera Lucia.

Na visita, a Renilda Peres foi recebida por uma apresentação musical e acompanhada pelo grupo de estudantes acolhedores. “Esse conhecer o chão da escola ajuda o gestor a promover a excelência no processo de tomada de decisões, que revertem no que nossa Constituição verdadeiramente buscou garantir: educação pública e de qualidade”, avalia Aldo José Camargo, atual diretor da unidade.

A Secretária também pode conhecer duas protagonistas esportivas da Educação Especial que estudam na escola: Nataxa Aparecida de Andrade, 16 anos, atleta da Seleção Brasileira Paralímpica de Bocha, e a Beatriz Soares da Silva, 16 anos, atleta Seleção Brasileira Paralímpica Atletismo 100m.

Outro destaque da unidade é a Sala de Leitura que foi totalmente revitalizada com investimento do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE Paulista). O resultado foi o aumento do fluxo de saída dos livros: mais de 200 só no primeiro mês.

História

A antiga Escola Normal de Itapetininga, hoje EE Peixoto Gomide, assim como os edifícios escolares vizinhos, que são as atuais Escolas Estaduais Coronel Fernando Prestes e Adherbal de Paula Ferreira, foram tombados em Resolução da Secretaria de Cultura de 12 de dezembro de 2002.

Este conjunto de prédios, construídos na década de 1890, foram projetados por Francisco de Paula Ramos de Azevedo, cujo escritório concebia a maioria dos projetos oficiais então realizados, em uma fase anterior à adequada estruturação de um serviço de obras públicas pelo estado.

O prédio caracteriza-se, em sua planta em “U”, como uma versão reduzida da primeira construção escolar republicana, a antiga Escola Normal de São Paulo, posteriormente EE Caetano de Campos, hoje Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, na capital. Já as outras edificações reproduzem a planta criada para Grupos Escolares no século XIX, todas obras de Ramos de Azevedo.

De acordo com a resolução de tombamento, a composição arquitetônica dos prédios, ligada à linguagem clássica, apresenta elementos formais e de concepção espacial que aos poucos se consagraram na arquitetura escolar paulista.