terça-feira, 31/10/2006
Últimas Notícias

Talento e criatividade em Escolas de Tempo Integral rendem prêmio e reconhecimento aos diretores das unidades

Diretores premiados, sendo seis do interior do Estado e um da Grande São Paulo, ganharam viagem à Espanha “Ter uma parceria como esta é muito importante para todos. E neste caso, são todos os alunos das 171 escolas inscritas que ganharam”. Assim a secretária de Estado da Educação em exercício, Carmem Annunziato, abriu a cerimônia […]

Diretores premiados, sendo seis do interior do Estado e um da Grande São Paulo, ganharam viagem à Espanha

“Ter uma parceria como esta é muito importante para todos. E neste caso, são todos os alunos das 171 escolas inscritas que ganharam”. Assim a secretária de Estado da Educação em exercício, Carmem Annunziato, abriu a cerimônia de entrega do prêmio “Escola de Tempo Integral em São Paulo: Referências de Gestão e Liderança”, na última segunda-feira, dia 30, no salão nobre da Secretaria, na Capital.

Sete diretores de escolas estaduais que funcionam em período integral – e tiveram os projetos selecionados – ganharam como recompensa uma viagem à Espanha. Vindos de sete Diretorias de Ensino (seis do interior e uma da Capital), os gestores ouviram o conselho da secretária em exercício. “Desejo que se divirtam, aproveitem ao máximo e aprendam muito. Mas voltem para compartilhar a experiência com alunos, professores, diretores, supervisores e a comunidade”, disse Carmem.

A emoção dos premiados

“Este prêmio foi uma forma de recuperar a auto-estima da comunidade e também dos alunos. Isso porque a escola não era tão conhecida pela comunidade. Sem os alunos, sem os funcionários, eu seria um gestor do vazio e meu trabalho não teria sentido”, explicou o diretor da Escola Estadual Fernando Nobre, de Cotia (DE Carapicuíba), José Teodoro Filho.

Perto de se aposentar, o diretor da Escola Estadual Olímpio Catão, de São José dos Campos, João Carlos de Almeida, conta que esta foi a primeira vez que resolveu se inscrever em um prêmio. “Tive o apoio da equipe que me motivou a inscrever o nosso trabalho no projeto”, relembra Almeida.

 

Já o diretor da Escola Estadual Geraldo Tristão de Lima, em Batatais, na região de Ribeirão Preto, Eurico Marcos Magni, acredita que a viagem à Espanha dará à escola o reconhecimento merecido. “Estou honrado por estar aqui e saber que vou representar minha escola no exterior. Este prêmio não é somente meu, do diretor, mas também da equipe de trabalho”, ressaltou.

Os demais ganhadores foram:

•  Lucia Toshiko Shimamoto, Diretora da EE Diva Figueiredo da Silveira, localizada no município de Paraguaçu (DE Assis).

•  Ednéia Aparecida Cardoso, Diretora da EE Manoel dos Santos, localizada no município de Magda (DE Fernandópolis).

•  Silvia Cristina da Silva Brassaloti, diretora da EE Lesbino de Souza Alkimin, localizada no município de Populina (DE Fernandópolis).

•  Sirlei Aparecida de Fátima Zambon Oliveira, diretora da EE Elza Pirro Viana, localizada no município de Jales (DE Jales).

O prêmio

Surgiu da parceria entre a Secretaria e o Instituto SM para a Eqüidade e Qualidade Educativa . A Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas (CENP) – por meio do Centro de Referência em Educação “Mário Covas”, e em conjunto com as Coordenadorias de Ensino da Região Metropolitana da Grande São Paulo e do Interior – implementou as ações necessárias à realização do Prêmio, que faz parte das ações da Escola de Tempo Integral.

Objetivos da premiação

O prêmio, já na 2ª edição, tem estimulado o registro e divulgação de referências das Escolas Públicas de São Paulo, por meio de diversos canais e, em especial, pela internet. A idéia é valorizar a gestão escolar e a liderança do diretor no processo de implementação, organização e transformação da unidade escolar em Escola de Tempo Integral (ETI): desafios, intervenções em 2006 e propostas de melhoria da gestão escolar para 2007, de acordo com as Diretrizes da Secretaria de Estado da Educação, por meio da CENP.

Tema central

Todos desenvolveram o mesmo tema: A Escola de Tempo Integral: Análise do processo de implementação e da prática de organização e transformação da unidade escolar em Escola de Tempo Integral (ETI). O trabalho teve como foco a gestão escolar e a liderança que o diretor exerce na implementação da Escola de Tempo Integral, e obedeceu aos vários critérios que envolvem parcerias com instituições e entidades, estímulo e apoio à organização dos alunos, compromisso com a comunidade, satisfação de pais, alunos e professores; qualidade do ambiente escolar, projetos inovadores e criativos para a melhoria da prática pedagógica, articulação entre professores das oficinas curriculares e docentes, e medidas que melhorem o desempenho das oficinas e estimulem a participação dos alunos.

Seleção dos trabalhos

Foram recebidas ao todo cento e setenta e uma inscrições no mês de setembro. As Diretorias de Ensino selecionaram os trabalhos de acordo com o critério de proporcionalidade: diretorias com até dez ETIs poderiam selecionar até dois trabalhos. Já as que tinham entre onze e vinte e uma ETIs, até quatro trabalhos. Foram encaminhados ao Centro de Referência em Educação “Mário Covas” 78 trabalhos, sendo sessenta e três do interior, e quinze da Capital e Grande São Paulo.

Após uma análise criteriosa, 13 diretores foram indicados para entrevista. E na seleção final, no início de outubro, a comissão selecionou sete vencedores, que serão premiados com uma viagem cultural e de intercâmbio à Espanha, custeada pelo Instituto SM, parceiro da Secretaria nesta iniciativa. A viagem para os sete diretores terá duração de sete dias, com saída marcada para o próximo dia 11.

Parceria

O Instituto SM para a Educação foi criado pelo Grupo SM, tendo como principais objetivos colaborar com as autoridades responsáveis pelas políticas de educação nas esferas federal, estadual e municipal; auxiliar os responsáveis pela direção das escolas; fomentar a pesquisa educacional e a inovação do processo pedagógico; e participar das iniciativas de desenvolvimento das instituições públicas e privadas, em favor da qualidade e da equidade na educação.

Sobre a Escola de Tempo Integral

O Programa Escola de Tempo Integral soma atualmente 508 escolas de ensino fundamental em 230 municípios paulistas. Centro e vinte e uma escolas ficam na Capital e Grande São Paulo, e outras 387 unidades estão no interior.