segunda-feira, 28/05/2018
Boas Práticas

Universia oferece 2 mil livros para downloads gratuitos

É possível conferir a curadoria das obras por ordem alfabética

Com a leitura é possível imaginar lugares, pessoas, ações, potencializar a criatividade e a imaginação. A leitura é uma das melhores estratégias para aprimorar a habilidade comunicativa. E, para tornar a prática ainda mais agradável, a Universia disponibiliza mais de 2 mil livros para download gratuito.

Dezesseis obras de Aluísio de Azevedo, cinco obras de Álvares de Azevedo, 58 de Alexandre Dumas, além de clássicos como “1984”, de George Orwell, “A Metamorfose”, de Franz Kafka e “Anna Karenina”, de Liev Tolstoi, podem ser encontradas.

Neste link, é possível conferir a curadoria das obras por ordem alfabética. Tem livros da literatura brasileira, livros para o vestibular, obras acadêmicas, biografias, crônicas, cordel, artigos e até mesmo revistas de arte. É só escolher o que quer e aproveitar.

Incentivo à leitura na rede estadual

A rede estadual de São Paulo mantém diversos projetos de incentivo à leitura e acervo variado de livros nas unidades. Mais de 3,1 mil escolas participam do programa Sala de Leitura. As salas são ambientes pedagógicos interdisciplinares onde os estudantes contam com livros, jornais, revistas e conteúdo audiovisual como DVDs e CDs.

Além da leitura, os professores costumam utilizar esses espaços para criar oficinas de contação de histórias, clubes de leitura, teatro, jogos lúdicos, entre outros projetos.

Na escola estadual Professora Lea Silva Moraes, em Araçatuba, Adriana Basseti, que é professora de Língua Portuguesa, aproveitou o ambiente para desenvolver trabalhos que antes eram realizados em sala de aula. Os alunos do 6º ano, por exemplo, elaboraram um livro. Durante os encontros, os adolescentes se reuniam em equipes para transformar imagens em textos narrativos. Segundo a professora, “após as aulas, a visitação em horários alternativos, como intervalos e o almoço, dobrou e impulsionou a busca dos estudantes por novas obras”, afirma.

Na capital, mostras de vídeo, mostras culturais e bastante trabalho de pesquisas fazem parte da rotina da sala de leitura da na unidade escolar Professora Nancy de Oliveira Fidalgo. Ali, o educador Djalma Ribeiro da Silva promove encontros durante todo o ano com iniciativas que estimulam os mais de 1200 alunos da unidade a buscarem informações multidisciplinares por meio dos livros. Para o professor, a variedade de projetos também age como estímulo. “Além da literatura, aqui encorajamos a pesquisa e a busca incessante de conhecimento”, conta.