Boas Práticas

Alunos de Caraguatatuba conhecem a Casa da Moeda do Brasil

Estudantes da E.E. Ismael Iglesias conferiram o funcionamento dos departamentos em visita monitorada

sex, 12.05.2017

Os alunos da E.E. Isamel Iglesias, de Caraguatatuba, participaram de uma aula diferente. Eles visitaram as instalações da Casa da Moeda, no Rio de Janeiro. Na visita guiada, os estudantes conheceram os departamentos de fabricação de cédulas, moedas e gráfica geral e também o Museu e Centro Cultural da Casa da Moeda do Brasil.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

“Eles estavam produzindo cédulas de 20 reais e nós vimos tudo de perto. O monitor explicou como é feito todo o processo e nós ficamos impressionados com a rapidez e também com o sistema de segurança implantado nas notas”, relatou o aluno Luan Gustavo Oliveira de Paula.

O professor de geografia, Leandro Alves Cordeiro Mariz, explicou que a gratidão em participar da experiência começou antes mesmo da visita acontecer, no momento da inscrição. Sabendo que as chances de conseguir uma vaga, entre as 30 que são liberadas por ano, eram remotas, Leandro não desistiu. “Fiz a inscrição da escola com muita esperança em conseguir proporcionar esse momento para os meus alunos. Tudo ultrapassou os limites da nossa realidade”, disse.

Além do acompanhamento do professor Leandro, a atividade envolveu os professores Carlos César Galante, de História, e Edvaldo Ormindo, de Educação Física.

De acordo com o estudante Gabriel Kennedy Gomes Rodrigues, o Museu e Centro Cultural da Casa da Moeda do Brasil é um capítulo à parte no relato da experiência. “Foi uma das melhores experiências, em termos de conhecimento. Ver a evolução na produção e perceber que a nossa moeda não é apenas dinheiro que circula, mas sim um patrimônio histórico, é o que eu aprendi de mais importante”, disse.

A aluna Yasmine Soares destacou que foi impactada pela riqueza dos detalhes nas histórias contadas pelos monitores. “Tudo o que a gente ouviu sobre o nosso país, o museu, aprender sobre os moedeiros, não tinha como perder a concentração, ficamos o tempo todo atentos em cada palavra”, disse.

Os alunos envolvidos no projeto foram orientados, pelos professores, desde a observação, elaboração de relatórios, e foram convidados a realizarem debates sobre o que foi visto envolvendo os outros alunos da escola que não puderam participar. “Os nossos colegas ficaram impressionados e muito atentos a tudo o que compartilhamos”, disse a aluna Giovanna dos Santos Franco.

Participação envolveu disciplina dos alunos

De todos os alunos da escola, apenas 27 puderem fazer a visita. O professor explicou que os critérios da participação envolveram disciplina, frequência nas aulas e envolvimento com a escola.

Leandro destaca que esta ação estimula os alunos a se empenharem mais. “Isso gerou um espirito de melhora, eu sinto que os alunos querem ser melhores. Mudou o ambiente, mudou o perfil dos alunos, as perspectivas”, disse.

Curiosidades

A Casa da Moeda fica no Rio de Janeiro, mas nem sempre foi assim. Ela já esteve instalada em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Além da confecção do dinheiro que circula no Brasil, a Casa da Moeda é responsável também pela fabricação de passaportes, selos fiscais e carteira de identidade.

O Brasil tem um dos mais rigorosos controles de segurança para a fabricação das moedas e cédulas, sendo responsável, inclusive, pela confecção do dinheiro que circula em países com a Venezuela e Argentina.