28/03/13

Cerca de 206 mil servidores recebem bônus. Tire suas dúvidas sobre o assunto

Categoria

Saiba quais são os critérios para calcular o valor do benefício pago aos servidores

Nesta quinta-feira (28), cerca de 206 mil servidores da Educação recebem o bônus por desempenho. O valor pago aos funcionários, que pode superar os R$ 8 mil, é proporcional a evolução de suas escolas no Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp).

- Confira aqui os números do pagamento do bônus

O Idesp leva em conta o desempenho dos alunos em Língua Portuguesa e Matemática, mensurados pelo Saresp, e os indicadores de aprovação, reprovação e abandono. Com base nisso, as cerca de cinco mil escolas estaduais de São Paulo recebem, todos os anos, uma meta para cumprir, que é estipulada de acordo com a realidade da unidade. O cálculo do bônus, então, será definido pelo resultado da escola com relação a essas metas.

- Entenda melhor os critérios do Idesp aqui

Se as metas forem totalmente cumpridas, os servidores da escola receberão um bônus equivalente a 2,4 salários a mais. O mesmo acontece se unidade atingir 50% de sua meta. Nesse caso, os funcionários receberão 50% do bônus, o equivalente a 1,2 salário. No entanto, se a instituição alcançar apenas 10% da meta, por exemplo, seus funcionários receberão 10% do bônus, ou seja, 0,2 salários a mais.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

O pagamento também será proporcional para as escolas que ultrapassarem suas meras em até 20%. Os servidores dessas unidades ganharão 2,9 salários extras.

20130327_tabela_valores_pagos_684

O número de servidores que irão receber mais de R$ 5 mil pelos resultados alcançados no Idesp cresceu 25%. No total, cerca de 114 mil servidores receberão até R$ 2,5 mil. Outros 52 mil ganharão entre R$ 2,5 mil e R$ 5 mil. Por fim, cerca de 39 mil funcionários receberão bônus superior a R$ 5 mil.

Critérios

O cálculo do bônus ainda leva em conta a frequência dos funcionários. Apenas os servidores que cumpriram pelo menos 244 dias de efetivo exercício no Estado receberão o pagamento extra, caso as escolas onde trabalham tenham alcançado suas metas. As faltas do servidor também serão descontadas no pagamento do benefício, com exceção para as ausências permitidas por lei, como licença-maternidade, licença-paternidade, adoção e férias.

Vale destacar que o cálculo do bônus também varia de acordo com a função que o servidor exerce na escola. Os professores recebem o bônus de acordo com o resultado da escola no nível de ensino que atuam. Já diretores, professores-coordenadores, agentes de organização escolar, agentes de serviços escolares, assistentes de administração e outros funcionários recebem de acordo com a média geral da sua unidade. O mesmo vale para dirigentes regionais de ensino e supervisores, que são bonificados pela média das escolas na sua região.

Confira os resultados

Em 2012, cerca de 83% das cerca de cinco mil escolas estaduais cumpriram totalmente ou parcialmente suas metas. Os resultados de cada escola podem ser conferidos na página do Idesp. Na área Boletim da Escola será possível consultar as metas para cada ciclo de ensino e o avanço da escola. Acesse aqui.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Aliquid fuga?