quinta-feira, 30/01/2014
Boas Práticas

Escola investe em ponto de descarte de lixo eletrônico que beneficia comunidade

Projeto desenvolvido pela unidade trabalha conscientização e reutilização do material

O que é lixo para a maioria das pessoas ganha utilidade nas mãos dos alunos da E.E. José Roberto Pacheco. A unidade escolar arrecada artigos eletrônicos como celulares, baterias, pilhas e computadores sem utilidade e desenvolve um trabalho de conscientização e reutilização do material com os alunos da escola.

“O projeto Lixo Eletrônico surgiu depois que participamos de uma conferência sobre o meio ambiente. Diante de uma série de conversas com os professores decidimos explorar melhor o assunto. Criamos um ponto de descarte de lixo eletrônico e passamos a transformar tudo que iria para o lixo em bijuterias e objetos de decoração que podem ser vendidos”, afirma a coordenadora de apoio a gestão da unidade, Lucimeire Aparecida Ferreira da Cruz.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Após uma ampla divulgação na comunidade, os moradores da região passaram a contribuir com a iniciativa. “Fiquei sabendo do projeto por meio da publicidade que a escola fez com panfletos. Já trouxe aparelho de som, televisão e ainda tenho mais coisas para trazer”, conta a moradora do bairro Jardim Frei Galvão, em São Paulo, Dinah de Angeli.

Lixo eletrônico vira arte

O material recebido pela unidade tem sido tão variado e rico que muitas peças passarão a compor um museu que será montado pela escola. “Separamos peças antigas que não víamos há muito tempo e que fazem parte da nossa infância e decidimos montar um museu”, conta Lucimeire. “O mais interessante é que esse projeto não é só uma iniciativa que trabalha pela escola e pela comunidade, mas também pelo planeta”, finaliza a coordenadora.