terça-feira, 29/07/2003
Últimas Notícias

Alunos de escola de Ribeirão Preto recebem atendimento médico de estudantes da UNAERP

Uma parceria entre a EE Dr. Francisco da Cunha Junqueira e a Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP proporciona atendimento pediátrico a estudantes na própria escola, localizada no bairro Bonfim Paulista, em Ribeirão Preto. A professora Dra. Flávia Gomes Pileggi, da UNAERP, verificou que os postos de saúde do bairro Bonfim Paulista não atendiam a […]

Uma parceria entre a EE Dr. Francisco da Cunha Junqueira e a Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP proporciona atendimento pediátrico a estudantes na própria escola, localizada no bairro Bonfim Paulista, em Ribeirão Preto.

A professora Dra. Flávia Gomes Pileggi, da UNAERP, verificou que os postos de saúde do bairro Bonfim Paulista não atendiam a muitas crianças. Começou então a realizar palestras para os pais, estimulando-os a levar os filhos aos postos de saúde para fazerem check-ups. Assim, nasceu o convênio com a escola, que já contava com um atendimento de enfermagem mantido pela secretaria da Saúde e recebeu, a partir de 2002, estagiários e professores de medicina da UNAERP para o atendimento aos alunos.

“Professores ou funcionários da escola identificam algum problema na criança (alergia, machucado, gripe, por exemplo) e encaminham para o atendimento com os estagiários”, explica a diretora da escola, Shirlene Tocchini de Figueiredo. “Os pais são avisados e é agendado um horário para a criança”. Os estagiários fazem o atendimento com a supervisão de um professor e encaminham os alunos para hospitais quando necessário.

As consultas são realizadas duas vezes por semana e visam garotos de até 12 anos de idade. Também para as mães a parceria é um sucesso, uma vez que o atendimento é feito na própria escola, sem a necessidade de mais um deslocamento.

Para o próximo semestre, os alunos contarão também com o atendimento dos estagiários de Enfermagem. Já estão programados exames como de diabetes e de colesterol para os adolescentes. O material para os exames também será coletado na própria escola, com a autorização dos pais. Uma outra etapa do projeto contará com assistência psicológica.

Cristiane Agonio