quarta-feira, 20/04/2011
Últimas Notícias

Consulado da França oferece bolsas de estudo para professores da rede pública

?Interessados devem enviar inscrição ao consulado até o dia 26 de abril Docentes do Ensino Fundamental, Médio e do Centro de Línguas podem concorrer a duas vagas para programa intensivo de estágio Curso será promovido em julho pelo Cavilam (Centre d’Approches Vivantes des Langues et des Médias), na cidade francesa de Vichy O Consulado Geral […]

?Interessados devem enviar inscrição ao consulado até o dia 26 de abril

Docentes do Ensino Fundamental, Médio e do Centro de Línguas podem concorrer a duas vagas para programa intensivo de estágio

Curso será promovido em julho pelo Cavilam (Centre d’Approches Vivantes des Langues et des Médias), na cidade francesa de Vichy

O Consulado Geral da França no Brasil está oferecendo duas bolsas de estudo para docentes do Ensino Fundamental, Médio e Centro Línguas da rede pública de São Paulo interessados em participar de um programa intensivo de estágio voltado a professores de francês. O curso será promovido entre os dias 3 e 30 de julho deste ano, pelo Cavilam (Centre d’Approches Vivantes des Langues et des Médias), na cidade francesa de Vichy. Os interessados em concorrer às bolsas devem preencher o formulário disponível no site http://www.apfesp.org.br/_docs/Formulaire_Stage_2011.pdf e enviá-lo até o dia 26 de abril para o consulado pelo e-mail ivone.figueiredo@diplomatie.gouv.fr .

Para pleitear o benefício, o candidato deve ser professor de francês em atividade na rede pública e membro da Associação de Professores de Francês do Estado de São Paulo (APFESP), com comprovante de pagamento da anuidade de 2011. Também é requisito que o docente não tenha participado de programa de estágio na França nos últimos cinco anos. A seleção será feita por um júri formado por representantes do Consulado Francês, da Secretaria de Estado da Educação e da Associação de Professores de Francês do Estado.

O intercâmbio faz parte de um acordo de cooperação linguística com o Brasil e tem por objetivo o aperfeiçoamento do ensino do idioma no país. Além dos professores de São Paulo, concorrem ao benefício docentes da rede pública do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.