quarta-feira, 25/04/2012
Últimas Notícias

Educação promove amanhã orientação técnica sobre projeto “O Cinema vai à escola”

Cerca de 300 educadores serão orientados sobre como retomar às ações do projeto Cinema vai à Escola. Foco do encontro é o uso de documentários em sala de aula Amanhã (26), a Secretaria da Educação promove Orientação Técnica (OT) sobre o projeto “O Cinema vai à Escola”. A ação, destinada a 300 Professores Coordenadores de […]

Cerca de 300 educadores serão orientados sobre como retomar às ações do projeto Cinema vai à Escola. Foco do encontro é o uso de documentários em sala de aula

Amanhã (26), a Secretaria da Educação promove Orientação Técnica (OT) sobre o projeto “O Cinema vai à Escola”. A ação, destinada a 300 Professores Coordenadores de Núcleo Pedagógico e Supervisores de Ensino, será no teatro Anchieta, no Sesc Consolação, zona central de São Paulo.

O encontro será das 9h às 18h e tem o objetivo de retomar e dar continuidade às ações, apresentar os novos materiais e a logística para a sua entrega e discutir o acompanhamento de melhoria do ”Cinema vai à Escola” nas escolas e Diretorias de Ensino.

O documentarista Lawrence Wahba será um dos palestrantes do dia e conversará com os presentes sobre produção e exibição de documentários.

A convocação para a Orientação Técnica foi publicada no Diário Oficial de 14/04/2012, sessão I, página 24.

Serviço: Orientação Técnica sobre projeto “O Cinema vai à escola”

Data: 26 de abril, quinta-feira

Local: Teatro Anchieta / SESC Consolação: Rua Dr. Vila Nova, 245 – Consolação/SP.

Hora: das 9h às 18h.

Público-alvo: professores coordenadores e supervisores de ensino

Sobre “O Cinema vai à escola”

Um dos segmentos do programa Cultura é Currículo, o projeto “O Cinema vai à escola” consiste em exibir filmes nas unidades da rede, levando mais entretenimento e informação aos alunos.

As sessões acontecem conforme a necessidade dos professores de complementar a matéria a qual leciona. Nas sugestões de filmes que a Secretaria da Educação relacionou, há 41 obras brasileiras, japonesas, chinesas, americanas, européias, além de outras nacionalidades.