quinta-feira, 03/10/2013
Releases

Educação recebe até amanhã inscrição para educadores que querem atuar em regime integral

  Profissionais efetivos podem efetuar cadastro para as 2 mil vagas nas 178 unidades que em 2014 oferecerão novo modelo de escola de tempo integral   A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo recebe até esta sexta-feira, dia 4 de outubro, a inscrição de educadores da rede estadual interessados em atuar no regime […]

 

Profissionais efetivos podem efetuar cadastro para as 2 mil vagas nas 178 unidades que em 2014 oferecerão novo modelo de escola de tempo integral

 

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo recebe até esta sexta-feira, dia 4 de outubro, a inscrição de educadores da rede estadual interessados em atuar no regime integral de ensino. São 2 mil vagas para as 178 escolas que em 2014 vão oferecer o novo modelo em que o aluno fica mais de 8 horas na unidade escolar. Os professores e gestores convocados devem ter dedicação exclusiva e recebem gratificação de 75% sobre o salário-base.

 

As inscrições, voltadas para servidores efetivos e estáveis da rede estadual de ensino, com licenciatura plena e atuação de pelo menos 3 anos, podem ser feitas pela internet, no Portal da Educação (www.educacao.sp.gov.br).

 

Atualmente, 69 unidades da rede estadual contam com o novo modelo de escola em tempo integral, atendendo 20 mil alunos. Com a ampliação, em 2014 serão 53 mil estudantes de Ensino Fundamental II e Médio atendidos.

 

O novo modelo das escolas estará em 87 municípios paulistas. Um dos objetivos de criar um cadastro único e informatizado é permitir que os educadores possam ser chamados para atuar em diferentes regiões do Estado. Após as inscrições, os candidatos elegíveis serão contatados para agendamento da entrevista, entre outubro e dezembro, em uma das 64 diretorias de ensino onde o modelo está implantado ou em implantação.

 

Os inscritos que não forem chamados nesta primeira fase poderão ser acionados ao longo do próximo ano. Os educadores que já atuam nas escolas que passarão a oferecer o novo modelo em 2014 têm prioridade caso se cadastrem para permanecer na unidade.

 

No novo modelo, os professores e gestores atuam em uma mesma unidade durante todo o horário de funcionamento da escola, totalizando 40 horas semanais, em um regime de dedicação plena e integral que inclui uma gratificação de 75% sobre o salário-base.

 

“Além da gratificação, o educador tem a possibilidade de acompanhar os alunos por mais tempo e desenvolver ações além do currículo básico, contribuindo ainda mais para a formação integral, pedagógica e social, dos nossos alunos”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

 

Nas escolas com o novo modelo de tempo integral, a jornada é de oito horas e meia no Ensino Fundamental e nove horas e meia no Ensino Médio, incluindo três refeições diárias. Levantamento feito pela Secretaria mostra que o rendimento dos alunos apresentou crescimento de 81% em leitura e 71% em matemática. A estrutura tem laboratórios e salas de informática e leitura. Além das disciplinas obrigatórias, os estudantes contam também com disciplinas eletivas, definidas em cada escola.

 

Confira a galeria de fotos para download no link