quinta-feira, 02/06/2005
Últimas Notícias

Em Barretos, aulas de reforço que fogem do convencional

As aulas de reforço nas escolas administradas pela Diretoria de Ensino de Barretos, no interior do Estado, ficaram mais atraentes depois que a equipe de assistentes técnicos pedagógicos da região criou um método de aprendizagem que foge da rotina convencional. O projeto Metodologia da Vivência investiu numa parceria entre as disciplinas de Matemática e Português […]

As aulas de reforço nas escolas administradas pela Diretoria de Ensino de Barretos, no interior do Estado, ficaram mais atraentes depois que a equipe de assistentes técnicos pedagógicos da região criou um método de aprendizagem que foge da rotina convencional.

O projeto Metodologia da Vivência investiu numa parceria entre as disciplinas de Matemática e Português utilizando imagens estáticas e movimento dentro da concepção da realidade dos alunos.

 

 

 

 

Os criadores aproveitaram a déia de que a percepção do mundo é registrada em imagens mentais e sonoras que constituem os signos da comunicação, para utilizar o mesmo sistema e agilizar o processo de aprendizagem dos alunos.

Com o uso das imagens de comunicação exibidas na TV, cinema, folhetos, slogans, outdoors, álbuns de família, jornais, revistas, os educadores puderam incentivar a análise crítica dos alunos realizando questionamentos, hipóteses e observações.

De acordo com os educadores, as imagens no âmbito educacional favorecem a perspectiva multidisciplinar e a associação das disciplinas de Matemática e Português, cria novas práticas educativas tornando o ambiente mais propício e prazeroso ao aprendizado.

 

 

 

 

 

“Percebemos que a aceitação de nossos alunos foi unânime. Imagens estáticas e/ou movimento são mídias de fácil acesso que levam ao aluno nova forma de ver o mundo ao seu redor. Pode se tornar uma ótima ferramenta para a construção do conhecimento já que reforçam os conteúdos e as competências necessárias à inserção do aluno na sua sala de aula”, disse a assistente técnica pedagógica da Diretoria de Ensino de Barretos, Maria Regina.

Luciane Salles