quarta-feira, 24/10/2012
Últimas Notícias

Centro de SP recebe atendimento jurídico e atividades culturais no Escola da Família

No último domingo (21), a comunidade pode conferir e participar das atividades do programa Escola da Família realizadas na E.E. Frei Paulo Luig, localizada no bairro do Pari, região central da capital. No evento, a parceria entre a Secretaria da Educação e a Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (ANAMATRA), promoveu o atendimento individual gratuito à […]

20120925_headers_template_620_07

No último domingo (21), a comunidade pode conferir e participar das atividades do programa Escola da Família realizadas na E.E. Frei Paulo Luig, localizada no bairro do Pari, região central da capital. No evento, a parceria entre a Secretaria da Educação e a Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (ANAMATRA), promoveu o atendimento individual gratuito à população sobre dúvidas pertinentes as Leis trabalhistas.

PEB II: agendamento de perícia médica para professores ingressantes termina dia 30/10

Moradora da região, a empregada doméstica Maria Tereza da Silva contou o que achou da iniciativa. “Achei muito legal nos receberem aqui. Eu nunca teria uma oportunidade como essa, tem até juízes presentes, o que nunca tinha visto”, afirma.

Além da participação dos Magistrados, a programação também contou com ambientes para jogos de tabuleiro e quadra esportiva. Apresentações de música e danças culturais com grupos de diferentes nacionalidades também estiveram entre as atividades oferecidas.

Professores efetivos devem se inscrever para atribuição de aulas até sexta-feira (26)

O diretor da unidade, Rubens Micheloni, ressaltou a importância de outro ponto sobre as atividades culturais apresentadas. “Na E.E. Frei Paulo Luig existe uma forte presença da comunidade boliviana, que costuma ensaiar nas dependências da escola aos sábados e aos domingos. No período da tarde, eles apresentaram danças folclóricas”, conta. “Nós realizamos um trabalho a fim de evitar o preconceito com a comunidade bolivianos ou de qualquer outra nacionalidade. Isso tem contribuído bastante para a comunidade receber bem o trabalho que é desenvolvido na escola”, explica.

Além da importância da integração da população com a escola, Rubens comenta sobre os benefícios que o programa Escola da Família trouxe para a instituição. “Após o programa, diminuiram os casos de depredação do patrimônio escolar. Além disso, a comunidade se integra à escola, participa mais. Há um laço muito forte entre a comunidade e a escola”, ressalta o educador. 

Conheça a página da Secretaria da Educação no Facebook