sexta-feira, 19/12/2014
Sociedade

Com autobiografia, alunos revelam momentos marcantes e encerram o ano letivo

Lançamento será nessa sexta-feira (19), último dia letivo na rede, na E.E. Dr. Manoel Casquel

O segundo semestre de 2014 foi marcante para 60 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental da escola E.E. Dr. Manoel Grandini Casquel, do Novo Modelo de Ensino Integral, localizada em Santo André. Durante as aulas de português e geografia, ministradas pelos professores Anderson Oliveira e Cláudia Jeane Dantas, cada estudante teve a oportunidade de criar sua própria autobiografia em forma de livro.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Intitulado de Livro da Vida, o projeto surgiu a partir de conversas entre os alunos e os professores. “Tudo começou com uma roda de conversa em uma das aulas de português, onde cada aluno falou sobre sua trajetória de vida e lembranças da infância. Eles já vinham trabalhando mais profundamente essas questões na disciplina de Projetos de Vida. A partir disso, surgiu a ideia de cada um elaborar uma autobiografia onde, por meio da análise de sua trajetória de vida, contariam os momentos mais marcantes e as pessoas que tiveram importância desde seu nascimento até os dias atuais”, revela Anderson, professor de português.

Nas aulas de português, os alunos receberam orientações referentes à gramática e outros conteúdos da língua, além de processos que envolvem diagramação. Já em geografia, a professora Cláudia trabalhou com os estudantes questões que envolvem reprodução de identidade e memória.

Ação utilizou o Prodesc 

Com a diagramação feita, o próximo passo consistiu no envio do material para a impressão da gráfica. Com a verba oferecida pelo programa de Projetos Descentralizados (Prodesc), que tem o objetivo de financiar projetos de educadores da rede estadual que levam conhecimento de forma inovadora para a sala de aula por meio de ações de boas práticas, a escola pôde imprimir cerca de 70 livros. Alguns ficarão guardados no acervo da escola. Os demais serão entregues aos estudantes, após a colação de grau que ocorrerá na noite dessa sexta-feira (19), último dia letivo na rede estadual de ensino.

“Como foi um trabalho desenvolvido pelos alunos, optamos por realizar a entrega dos livros de uma forma especial para que os estudantes sintam-se protagonistas do momento”, conta o docente, que acredita que o projeto ajudou a mudar a postura dos alunos com relação a leitura e a escrita. “Os estudantes passaram a valorizar ainda mais a leitura e a escrita. Senti essa mudança de postura. Hoje eles não só leem como são autores de seus próprios livros”.