quarta-feira, 28/06/2017
Pais e Alunos

Governo de SP inicia campanha para doação de sangue

São Paulo conta com 97 postos da Fundação Pró-Sangue, que precisam da colaboração da sociedade

Algumas pessoas doam sangue periodicamente, como voluntários. Outros realizam o gesto por que um amigo ou parente está precisando receber o componente, pois irá passar por uma cirurgia. Parte das pessoas são doadoras sem compromisso e vão quando podem. Mas, todos os tipos citados acima têm algo em comum: a cada doação ajudam, pelo menos, quatro pessoas. Então, se você quer fazer parte desse time junte-se ao Governo do Estado de São Paulo na campanha em prol da doação de sangue.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

A falta do estoque de sangue em um hospital pode levar ao cancelamento de cirurgias. Mas, com apenas uma doação é possível salvar até quatro vidas, tendo em vista que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado. Entretanto, é sempre bom destacar que as doações devem ser feitas o maior número de vezes possível, pois o sangue doado, mesmo sendo distribuído para mais de um paciente, nunca sobra.

Os bancos de sangue da Fundação Pró-Sangue precisam constantemente de doadores, pois na maioria das vezes, durante todo o ano, a demanda é menor do que a procura. Na triagem de doadores, a Pró-Sangue obedece a normas nacionais e internacionais de qualidade na prestação do serviço. O alto rigor no cumprimento dessas normas visa oferecer segurança e proteção ao receptor e também ao doador.

Abaixo estão listados os requisitos básicos e alguns dos principais impedimentos temporários e definitivos para doação de sangue. No entanto, esta lista não esgota os motivos de impedimentos para doação, de forma que outras informações prestadas por você durante a triagem clínica serão consideradas para definir se está ou não apto para doar sangue, ou se terá que aguardar mais um pouco. Homens podem doar sangue a cada 3 meses, o que significa um total de 4 doações por ano, enquanto que mulheres precisam esperar 4 meses, num total de 3 doações anuais.

Veja os requisitos básicos

Estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos; pesar no mínimo 50kg; estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas); estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação); apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial.

Impedimentos temporários

Resfriado (deve aguardar 7 dias); gravidez (deve esperar 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana0; amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses); ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação; tatuagem/maquiagem definitiva nos últimos 12 meses; situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses); qualquer procedimento endoscópico (endoscopia digestiva alta, colonoscopia, rinoscopia, etc – aguardar 6 meses); extração dentária (verificar uso de medicação) ou tratamento de canal (verificar medicação), impedido durante 7 dias; cirurgia odontológica com anestesia geral 4 semanas; acupuntura, se realizada com material descartável, 24 horas. Caso tenha sido realizado com laser ou sementes o candidato está apto a doar. No entanto, se realizada com material sem condições de avaliação o candidato deve aguardar 12 meses; vacina contra gripe 48 horas; Herpes labial ou genital, apto somente após desaparecimento total das lesões; Herpes Zoster, apto após 6 meses da cura (vírus Varicella Zoster).

Impedimentos definitivos

Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas; uso de drogas ilícitas injetáveis; Malária; Hepatite após o 11º aniversário: recusa definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: recusa definitiva; Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença será avaliado pelo médico da triagem.

Mais informações no Alô Pró-Sangue 0800 55 0300.

Clique aqui para conferir o endereço de todos os postos de coleta de sangue no Estado de São Paulo.