terça-feira, 28/05/2013
Releases

Mais de 4 milhões de alunos da rede estadual participam amanhã do Dia do Desafio

A expectativa da Secretaria da Educação é ter o engajamento de estudantes e professores em 596 municípios   Mais de 4 milhões de alunos da rede estadual de ensino em 586 municípios paulistas devem participar amanhã (29/05) da 19ª edição do Dia do Desafio. Com o tema “Você se mexe e o mundo mexe junto”, […]

A expectativa da Secretaria da Educação é ter o engajamento de estudantes e professores em 596 municípios

 

Mais de 4 milhões de alunos da rede estadual de ensino em 586 municípios paulistas devem participar amanhã (29/05) da 19ª edição do Dia do Desafio. Com o tema “Você se mexe e o mundo mexe junto”, a ação visa incentivar a prática de atividades físicas em benefício da saúde. O evento é realizado anualmente na última quarta-feira do mês de maio, por meio de ações comunitárias, e terá, neste ano, a participação de 3.271 cidades e 22 países.

“A expectativa da Secretaria da Educação para este ano é de que além das escolas estaduais situadas na capital, as unidades de ensino do interior participem em massa das atividades, a fim de estreitar laços com a comunidade local, e desenvolvam ações dentro da própria escola”, afirma Maria Elisa Kobs Zacarias, da Equipe Curricular de Educação Física da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB). “O Dia do Desafio enfatiza a importância da prática de atividades físicas para a saúde dos indivíduos.”

Coordenada na América Latina pelo Sesc São Paulo desde 2000, a iniciativa tem como objetivo sensibilizar crianças, jovens e adultos para inserirem a atividade física no dia a dia. Todas as cidades do continente são convidadas a participar. Nos municípios participantes a adesão e realização são de responsabilidade das prefeituras e as ações são desenvolvidas pelas secretarias municipais de Esportes, Educação e Saúde, com apoio da comunidade.

Na capital paulista, todos os alunos da rede estadual de ensino, no período da manhã e da tarde, realizam uma atividade coletiva de no mínimo 15 minutos, antes do início das aulas, acompanhada de uma reflexão sobre a necessidade da prática de exercícios físicos para a saúde e qualidade de vida.  Os docentes e alunos do período noturno fazem atividades pontualmente e enviam os dados diretamente ao Sesc. O número de participantes é computado nas unidades de ensino e enviado às respectivas diretorias regionais de ensino, que, por sua vez, fazem a soma total e enviam à coordenação do Dia do Desafio do Sesc mais próximo.

Nas cidades do interior que aderem ao Dia do Desafio, estudantes e professores se envolvem na programação, feita pelas prefeituras e unidades locais do Sesc, e neste ano mais uma vez, a exemplo da capital, devem realizar atividades também nas escolas. Os dados são computados pela administração municipal.

No ano passado, o engajamento de 800.000 alunos e professores da capital foi fundamental para o total de 13.188.067 participantes que o programa teve no Estado de São Paulo, ou seja, 33,52% da população de 39.342.765 habitantes se envolveram com o evento. O alto índice de participação fez com que a capital paulista vencesse o desafiante Rio de Janeiro, que contou com 169.900 integrantes, número correspondente a 3% da população de 6.186.710 habitantes. Neste ano, São Paulo disputará com Bogotá (Colômbia).

Para definir os concorrentes, os municípios participantes são agrupados em sete categorias, de acordo com o número oficial de habitantes. No Brasil, serão considerados os dados do IBGE com base na população de 2011. Nos demais países, serão utilizados os dados populacionais fornecidos pelos órgãos oficiais do governo. Os resultados serão divulgados nos dias 3, 4, 5 e 6 de junho.

 

Origem

O Dia do Desafio foi criado no Canadá e é difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (TAFISA), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha.

Durante um rigoroso inverno canadense de 1983, quando a temperatura chegava aos 20 graus negativos, o prefeito sugeriu uma ação que necessitava da colaboração de todos. A ideia era que, às 15h, todos apagassem as luzes, saíssem de casa e caminhassem durante 15 minutos ao redor do quarteirão mais próximo. Era um convite ao exercício do corpo.

Além de estimular a realização de atividade física, a iniciativa gerou a economia de energia que pôde ser calculada pelo número de pessoas envolvidas na atividade. No ano seguinte, a experiência foi compartilhada com a cidade vizinha e ambas realizaram a caminhada juntas, na mesma data e horário. A iniciativa teve sequência e o Dia do Desafio passou a ser realizado todos os anos na última quarta-feira do mês de maio, em todo o mundo.