quinta-feira, 21/03/2019
Ensino Fundamental

No Dia Mundial da Poesia, conheça projetos inspiradores da rede estadual

Concursos, clube de leitura e até ações com hospitais são algumas das ideias

A poesia, também chamada de texto lírico, é uma das formas mais antigas de expressão humana. Há relatos de poesias transmitidas de geração a geração antes mesmo do surgimento da escrita. Considerada uma das sete artes tradicionais, sua importância é tamanha que ela tem um dia para chamar de seu: 21 de março, o Dia Mundial da Poesia.

A poesia pode ser definida pelo formato de texto no qual pequenas frases ajudam a montar uma narrativa lírica e abstrata. Mas para muitos, seu significado extrapola as palavras e se confunde com a própria arte.

Alguns projetos e ações de professores da rede estadual de São Paulo usam a poesia como pano de fundo para estimular a criatividade, expressão, interpretação de texto e até a dança. Na E.E. Djanira Velho, em Ribeirão Preto, livros são colocados no chão e alunos são convidados a levar para casa qualquer título, compartilhando as experiências de leitura no próximo encontro.

“Eles gostam muito deste momento e, em casa, até os pais acabam se envolvendo. Precisa deste incentivo da família, da escola, dos professores. O retorno é maravilhoso”, pontua a professora Claudete Souza, idealizadora do projeto.

A poesia também pode agir em prol da união da comunidade. É o caso de São Pedro, no interior paulista. Em agosto, a cidade para por uma semana e celebra a memória do poeta Gustavo Teixeira num concurso de poesias aberto a todas as escolas. Na penúltima edição, três alunas da E.E. Aroldo Donizete Leite conquistaram o topo da premiação com textos inéditos.

“É indescritível a sensação de ver o engajamento de todos os alunos e professores na participação do concurso”, comemora Walkiria Nicolai, vice-diretora da unidade.

Poesia que muda vidas e ultrapassa a escola

Na E.E. Sergio da Silva Nobreza, na zona leste da capital, a vida escolar foi tão transformada pela poesia que ultrapassou os limites da escola. Por meio do projeto Gestão em Foco – Método de Melhoria de Resultados, implementado desde 2017, a leitura ganhou espaço entre os alunos.

Um dos projetos é o “Poesia ao Pé do Ouvido”. Nele, alunos de toda a escola são convidados a escrever poesias e trocá-las entre si, para que outros estudantes leiam durante o intervalo ou no período de aula.

“Todos os alunos de todas as salas elaboraram poesias. Cada sala tinha que escolher três, o que causou uma dificuldade imensa, já que as poesias ficaram muito boas”, pontua a professora Elexandra Maria de Jesus.

“Quando você lê, você coloca seus sentimentos para fora. É preciso colocar seus sentimentos dentro daquilo que o autor quis passar, explica Ana Carolina Evangelista, aluna da unidade. O sucesso foi tão grande que o projeto foi levado para o setor de oncologia do Hospital Santa Marcelina.