terça-feira, 06/05/2014
Professores e Funcionários

Cerca de 11 mil professores escolhem escolas onde irão atuar no primeiro dia de convocação

Prazo para escolha de vagas segue até a próxima semana

Em apenas um dia, a Educação recebeu a escolha de vagas de 11 mil professores aprovados no maior concurso da história do magistério paulista. O processo começou nesta segunda-feira, dia 5, e oferta ao todo 30 mil cargos. A lista é regionalizada e contempla todas as 91 diretorias de ensino do Estado. Em janeiro, foram convocados os primeiros 15 mil profissionais.

A data, horário e local que os professores devem comparecer à diretoria de ensino para escolher as escolas estaduais onde vão atuar variam de acordo com cada diretoria e disciplina. O prazo vai até a próxima semana. A pontuação dos 30 mil professores no certame, realizado em novembro, definirá as preferências dos candidatos.

– Tire aqui suas dúvidas sobre a escolha de vagas

“Após a etapa de escolha de aulas, os futuros professores passam pela perícia médica antes de tomarem posse e começarem a atuar na rede. Além disso, todos os ingressantes passarão por uma formação específica na nossa Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores (EFAP). A meta é que os docentes se apropriem da proposta curricular do Estado e, por isso, acontece simultaneamente ao estágio probatório”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald. 

Maior concurso da história da Educação

O concurso teve recorde de inscrições, com 322,7 mil adesões, e é voltado a educadores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio das disciplinas de Arte, Biologia, Ciências Físicas e Biológicas, Educação Física, Física, Filosofia, Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia ou para atuar nas áreas da Educação Especial.

O salário de um professor que leciona para classes de anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, com jornada de 40 horas semanais, é de R$ 2.257,84, podendo chegar a R$ 6.390,78 de acordo com a evolução funcional. A rede estadual paulista tem uma política salarial que prevê um aumento escalonado de 45% até julho deste ano. Em 2014, a remuneração inicial deste docente chegará a R$ 2.415,89. O valor do piso pago pelo Estado de São Paulo será, então, 42% superior ao piso nacional.