terça-feira, 15/08/2017
Crédito: Divulgação / Enviada pela E.E. Prof. José Pinto do Amaral
Boas Práticas

Disciplina eletiva estimula debate entre alunos do Ensino Médio

Escola estruturou competição para ajudar os estudantes a desenvolver habilidades comunicativas

Estimular o debate entre os alunos do Ensino Médio é o objetivo do professor de filosofia, Cleber Fernando de Assis Xavier, e Angela Rubira, que leciona na discipilna de Língua Portuguesa, da Escola de Tempo Integral Prof. José Pinto do Amaral, localizada em Mairinque. Desde 2015, eles mantêm a disciplina eletiva Gladiadores da Palavra que reúne estudantes em torno de um campeonato para ouvir diferentes pontos de vista.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

De acordo com o professor, a disciplina foi proposta depois de analisar e perceber que os estudantes apresentavam dificuldades em se expressar. “A escola não pode apenas preparar o aluno para uma avaliação. No debate, o aluno fica livre para organizar ideias, sintetizar textos, falas, criar habilidades e lógicas. É um jogo muito mais dinâmico que ajuda a desenvolver maior autonomia do aluno”, disse Xavier.

A eletiva consiste em uma competição de debates e atende cerca de 30 alunos por semestre. Divididos por grupos, os estudantes são convidados a defender ou se opor ao tema sugerido. “Antes das competições, os alunos são orientados sobre as regras do jogo e a função de cada debatedor”, acrescentou o professor.

Para a aluna da 3ª série, Karine de Oliveira Cândido, de 17 anos, que participou da eletiva em 2016, a atividade ajuda a desenvolver a habilidade de se apresentar e falar em público. “Quem já participou sugere a todos os outros alunos a participarem, porque quando a gente entra na eletiva, a gente sai transformado”, disse.

Karine foi selecionada, em 2016, para participar do Programa Parlamento Jovem Brasileiro, que leva alunos da rede para Brasília para vivenciarem na prática, por uma semana, o trabalho dos deputados federais. Ela credita a seleção para participar do programa à eletiva. “Antes das atividades em sala, eu tinha muita vergonha de falar em público, a prática me ajudou a alcançar esta seleção”, revelou a aluna.

Durante o semestre letivo, os participantes da competição vão sendo eliminados ou passando para a etapa seguinte, de acordo com o voto do júri composto por professores e alunos. Na culminância, os dois grupos que chegam à final são avaliados pelo corpo julgador nos critérios: estilo, conteúdo e estratégia de argumentação.  

“Nós alcançamos resultados magníficos. Falar em público, estar à frente e falar para outras pessoas é uma grande superação para muitos alunos”, finalizou Xavier.

A partir do sucesso da culminância, que já alcança a sua 6ª edição, a escola está criando uma associação para estruturar uma competição entre escolas, com a ajuda de alunos, ex-alunos, professores e comunidade no espaço do Programa Escola da Família. 

– Clique aqui e assista a um debate