quinta-feira, 02/12/2021
Notícia

Palitos de sorvete viram esculturas de quase dois metros em Escola Estadual de Suzano

Alunos da EE Jacques Yves Cousteau surpreendem com um Carrossel de 1,8m x 1,7m e outras nove peças de grandes dimensões

Nove peças com cerca de dois metros de altura compõem a ‘Exposição Palito de Sorvete’ da Escola Estadual Jacques Yves Cousteau, em em Suzano. As peças estavam sendo produzidas desde 2018 pelos alunos do ensino médio em decorrência de um projeto interdisciplinar de Matemática e Arte.

“Neste ano, a exposição foi especial, porque, além do Carrossel de 1,8m por 1,7m que fizemos este ano, restauramos outras oito peças feitas nos anos anteriores”, explica a estudante Evelyn Caroline.

O professor de Matemática e engenheiro mecânico Marco Antônio da Fonseca iniciou a produção das peças em grandes dimensões com palitos de sorvete em um projeto social desenvolvido em uma igreja de Suzano, a Comepe. Em 2017, quando ingressou na rede estadual, e levou a ação para a EE Iijima, em Ferraz de Vasconcelos, onde construíram a ponte Tatara. Já em 2018, como professor da EE Jacques Yves Cousteau, começou o projeto em parceria com a professora de Arte Marlene Batista Alves quando construíram o Castelo da Disney.

“Trabalhamos com conceitos da matemática como geometria, ângulos, dimensões, da física com energia, força, suporte de carga, também desenvolvemos competências socioemocionais no trabalho em equipe e planejamento”, conta Marco Antônio da Fonseca.

“Os alunos começam muito tímidos e ansiosos, com expectativas. No final do ano, eles percebem a realidade de um projeto, veem que não é só colar palito, tem muitos elementos, como a parte organizacional, onde e como expor”, complementa Marlene Batista Alves.

Sob a supervisão dos dois professores, cerca de 19 alunos desenvolveram as nove peças. Alguns alunos que participaram do projeto em anos anteriores continuam como multiplicadores.

É o caso do Guilherme Macedo, que se formou em 2020, e continua ajudando as novas turmas. “O projeto é sensacional, a gente aprende no dia a dia com trabalho em equipe, muito necessário na nossa vida profissional, além da Matemática e das Arte aplicadas. Entra muito cálculo, resistência que aprendemos na sala de aula e entendemos na prática”, conta.