domingo, 29/11/2020
Sociedade

Projeto Espetáculo 2020 estimula a imaginação sobre mundos pós-pandêmicos

Apresentações gratuitas em plataformas virtuais são voltadas à difusão cultural e formação artística pelas periferias da capital e RMSP

As Fábricas de Cultura das zonas norte e sul de São Paulo, assim como a unidade de Diadema – programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis – apresentam o Projeto Espetáculo 2020 desenvolvido por 130 aprendizes e 30 arte-educadores. Devido à pandemia da Covid-19, as peças audiovisuais e uma Web Arte serão exibidas gratuitamente no canal de YouTube e via Google Meet, respectivamente, em novembro e dezembro.Para prestigiar as apresentações gratuitas, basta o público acessar essas plataformas virtuais nos dias e horários de cada espetáculo. Confira a programação, a sinopse e a ficha técnica na parte do Serviço desse release. A classificação indicativa é de 12 anos.O livro “Ideias para adiar o fim do mundo” (2019), do ambientalista, líder indígena e escritor Ailton Krenak, foi escolhido como ponto de partida para a criação dos cinco espetáculos de 2020 das Fábricas de Cultura localizadas nas periferias da região norte e sul de São Paulo. A impossibilidade dos encontros coletivos não cessou a maneira colaborativa do trabalho. Com a orientação dos arte-educadores, os aprendizes subdividiram-se em núcleos e desenvolveram as peças audiovisuais pelas salas virtuais e redes sociais, desde a atuação até a colaboração em roteiros, personagens, músicas, coreografias, cenários e figurinos.

A Web Arte da Fábrica de Cultura de Diadema resulta de um processo de investigação artística, por meio da criação e produção de dois sites interativos com intervenções desenvolvidas pelos aprendizes das linguagens de Cinema e Dança. A partir de uma abordagem que permitiu uma perspectiva expandida, os aprendizes experimentaram diferentes paradigmas de criação e das multilinguagens em diálogo com seus contextos e cotidiano. Cada site é uma obra em si e funcionará como disparador de experiências sensoriais, afetivas e participativas no público durante a apreciação das obras.

O Projeto Espetáculo possibilita aos jovens aprendizes de 12 a 21 anos uma prática profunda nas artes cênicas, como agentes em todo o processo artístico que engloba pesquisa, construção e apresentação de um espetáculo. Ao longo de oito meses, realizaram estudos, ensaios e vivências, maior parte dessas etapas feitas de modo virtual por conta da pandemia e da necessidade de isolamento social. Trabalharam, simultaneamente, as linguagens do teatro, da dança, da música e do circo. Em 2020, os seis espetáculos são de coautoria dos aprendizes que vivem nos distritos onde estão localizadas as Fábricas de Cultura (Brasilândia, Capão Redondo, Diadema, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha), além da orientação dos arte-educadores da área artístico-pedagógica que considera os potenciais de cada integrante.

Por conta da pandemia e do isolamento social que vêm atravessando as etapas de criação dos espetáculos, os processos de trabalho foram desenvolvidos de forma híbrida, ou seja, virtual e a partir de 27 de outubro presencialmente e de forma gradual nas unidades das Fábricas de Cultura das regiões norte e sul da capital paulista.

A troca de saberes por uma construção colaborativa e experimental são mediadas pelos arte-educadores de diferentes linguagens artísticas, com a coordenação de Bernadeth Alves, mestranda em Artes Cênicas pela USP, diretora teatral, artista visual e orientadora artística do Projeto Espetáculo das unidades das zonas norte e sul de São Paulo. Já a Fábrica de Cultura Diadema conta com a coordenação de Fabio de Jesus, supervisor artístico-pedagógico da unidade.

O Projeto Espetáculo ocorre há 14 anos e desde 2013, com a gestão da Poiesis, até 2019 realizou 291 apresentações e absorveu 2.674 aprendizes matriculados. Entre 2016 e 2019, esses espetáculos das Fábricas de Cultura alcançaram mais de 18.800 espectadores. Em anos anteriores, as peças desenvolvidas pelos arte-educadores e aprendizes foram apresentadas nas próprias unidades e em teatros da capital paulista, como em 2019 no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ) e no Teatro Sérgio Cardoso.

Quer conhecer toda a programação virtual das Fábricas de Cultura? Acesse http://poiesis.org.br/maiscultura/.