sexta-feira, 06/05/2022
Notícia

Secretaria da Educação abre inscrições para o concurso de música “Vozes pela Igualdade de Gênero”

Nesta 5ª edição, os alunos da rede devem compor canções com o tema “Nossa voz também é nossa vacina!”

Após dois anos de hiato, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) lançou nesta quinta-feira (5), em parceria com o Ministério Público do Estado, o concurso musical “Vozes pela Igualdade de Gênero”. O tema deste ano é “Nossa voz também é nossa vacina!”, e visa refletir sobre o impacto da pandemia da Covid-19 sobre a sociedade a partir das desigualdades de gênero, classe, renda, e outras desigualdades sociais acentuadas durante essa crise global.

“É um trabalho hercúleo que vivemos ao longo das décadas tentando trabalhar o empoderamento da mulher na sociedade e tenho certeza que, com parcerias como esta, com o estudante falando com outro estudante sobre valores humanitários, vamos avançar na garantia dos direitos das mulheres na sociedade. Somos mais de 53% de mulheres na população, mas muitas vezes não temos voz, por isso é de extrema importância trazer a discussão da igualdade de gênero para o chão da escola”, enfatizou a Secretária Estadual da Educação, Renilda Peres.

“A cada ano, eu me surpreendo mais com a criatividade e o talento dos alunos para transmitir a mensagem da igualdade por intermédio da música. E é por tudo isso que eu renovo o apoio da Procuradoria-Geral de Justiça a essa inestimável iniciativa. Queremos mais vozes. Queremos mais vozes pela igualdade”, declara o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo.

A abertura aconteceu presencialmente na Escola Estadual Winston Churchill, em Sertãozinho, cidade na qual mora Luísa Apolinário, ex-aluna da EE Ferrucio Chiaratti e vencedora da última edição. “Desde o trabalho do tema do concurso em sala de aula até o momento de hoje tem sido muito importante para mim. Isso sem falar na gravação em um estúdio profissional que foi um choque de realidade, com equipamentos e equipe maravilhosos. Desejo um ótimo trabalho a todos os participantes desta edição do Concurso Vozes”, declarou Luísa Apolinário na ocasião em que também recebeu um troféu pela conquista.

Durante o evento também foram homenageados com medalhas e troféus as equipes que ficaram em segundo e terceiro lugar. Em segundo lugar, foram os alunos Giovanna Patrocínio, Geovanna dos Santos, Sara Justo, Dayanne dos Santos Crivelaro e Jonathas Pereira Gonçalves, com os professores orientadores Isabel Cristina Viegas Guion e Renata Marly Chermont, da Escola Estadual Professor Ayrton Busch, de Bauru. E o 3º lugar, que também é de Sertãozinho, ficou com a aluna Tauani Bispo Batista e o professor orientador André Luís Ferreira Martins, da Escola Estadual Prof. José Luiz de Siqueira.

Podem participar alunos e alunas das escolas estaduais matriculados no ensino médio ou nos cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA), individualmente ou em grupos de até cinco pessoas. As letras precisam ser inéditas, em qualquer estilo musical, e composta em língua portuguesa.

Já as escolas deverão formar uma comissão multidisciplinar que será responsável pela avaliação e seleção de até cinco músicas inscritas. A unidade deverá organizar uma votação para escolher a melhor canção, que será encaminhada à Diretoria de Ensino correspondente.

Na segunda fase, haverá a escolha da Diretoria de Ensino, que faz a avaliação e seleção das músicas recebidas das escolas. Na última etapa, as dez melhores composições musicais serão eleitas pela comissão julgadora formada por representantes do Ministério Público, da Seduc-SP e da área musical.

As dez composições finalistas, na fase estadual, receberão certificados de finalistas, e a música vencedora terá gravação em estúdio profissional.