sábado, 25/04/2020
Coronavírus

Univesp: Alunos de Presidente Prudente fabricam máscaras em impressora 3D

Material foi entregue a profissionais da saúde do município do interior de SP para auxiliar na prevenção ao coronavírus

Estudantes do polo de Presidente Prudente da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) se uniram para ajudar na luta contra o novo coronavírus, causador da doença COVID-19. Os alunos Marina Flávia, Raphael Veríssimo e Thiago Tufolo confeccionaram 330 máscaras em impressora 3D para profissionais de Unidades de Pronto Atendimento 24 horas, centros odontológicos públicos e do serviço 192.

A entrega foi realizada em 14 de abril ao secretário municipal da Saúde, Valmir da Silva Pinto, e ao Hospital Regional de Presidente Prudente, com o apoio do diretor-presidente da Fundação Inova Prudente, local onde funciona o polo, Bruno Carnelóss.

Para a produção das máscaras foram utilizados filamentos plásticos (PLA e ABS), elásticos de costura, folha de acetato (0,3mm), spray de fixação para cabelos e energia elétrica.

Exemplo

De acordo com a estudante Marina Flávia, o grupo seguiu o exemplo de outras pessoas que usam a tecnologia para ajudar quem está na linha de frente da pandemia. “Vimos o projeto de máscara facial Higia se espalhar nas redes sociais. Resolvemos aderir à ideia e colaborar com os profissionais da saúde da nossa região”, afirma.

Para o secretário municipal da Saúde, as máscaras servirão como barreira de proteção aos técnicos. “Essa ação demonstra que todos os setores estão sensibilizados em apoiar os profissionais da saúde a ter segurança na assistência prestada aos pacientes”, diz Valmir da Silva Pinto.

Segundo o diretor-presidente da Fundação Inova Prudente, a inovação tem sido uma das principais armas contra a atual pandemia. “É nosso dever contribuir no que for possível para ajudar no combate à COVID-19”, ressalta Bruno Carnelóss.

Os interessados em auxiliar na produção de máscaras podem contribuir pelo link http://vaka.me/971608. Alimentos e produtos de limpeza também podem ser entregues à Secretaria de Assistência Social para serem distribuídos aos cidadãos em situação de risco e vulnerabilidade.