EJA - Educação de Jovens e Adultos

Inscrições do concurso Vozes Pela Igualdade de Gênero seguem até terça (19)

As escolas devem realizar a inscrição até a próxima terça-feira (19)

As inscrições da 3ª edição do Concurso Vozes Pela Igualdade de Gênero terminam na próxima terça-feira (19).  Podem participar estudantes regularmente matriculados e frequentes nos cursos de Ensino Médio e na modalidade Educação de Jovens e Adultos – EJA, da rede estadual paulista.

O tema desta edição é “Em todos os lugares. Em pé de igualdade!” que tem o objetivo de estimular o debate na rede sobre o exercício efetivo dos direitos da mulher; conscientizar estudantes, professores, funcionários e comunidade escolar das unidades escolares por meio de ações educativas para a promoção da igualdade e empoderamento das mulheres em todos os âmbitos sociais, econômico e político.

Além de refletir sobre a desigualdade na construção social de gênero, e promover a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, econômica e pública.

A inscrição poderá ser individual ou em grupo de até cinco estudantes. É necessário também indicar um professor orientador. Em caso de participação em grupo, é obrigatório incluir uma integrante do gênero feminino.

A escola será responsável pela inscrição dos trabalhos (clique aqui) e pelo encaminhamento da música mais votada à Diretoria de Ensino.

A escola será responsável por formar uma Comissão Multidisciplinar (com a participação de estudantes, professores, gestores e comunidade escolar), que será responsável pela avaliação e seleção de 1 (uma) composição musical que representará a escola nas fases subsequentes do Concurso.

A unidade de ensino deverá encaminhar os seguintes documentos para a Diretoria de Ensino:

ANEXO 1 – Ficha de autorização de participação para menores de 18 (dezoito) anos, devidamente assinada pelos pais/responsáveis;

ANEXO 2 – Declaração de liberação de direitos autorais da composição;

ANEXO 3 – Relatório da Escola com a informação de total de músicas, participantes e eventos realizados para divulgação do Concurso.

Os modelos dos formulários e regulamento do concurso podem ser consultados aqui.

Para seleção das músicas participantes do concurso serão utilizados os seguintes critérios de avaliação: forma de apresentação; expressividade; capacidade de comunicação de “ideias” expressivas; discurso e capacidade de dar destaque aos temas do concurso, fluência e originalidade.

A segunda fase será a avaliação e a seleção das músicas recebidas das escolas pela Diretoria de Ensino, que indicará três composições musicais para avaliação da etapa estadual até o dia 6 de julho.

A última fase será a avaliação da comissão julgadora formada por representantes do MPSP, da Secretaria da Educação e da área musical, de 10 finalistas que por fim, passarão pela votação popular online de 30 de julho a  13 de agosto, de onde sairá a grande vencedora.

A música vencedora será gravada pela Midas Music, do produtor Rick Bonadio, que é detentor de cinco prêmios Annual Latin Grammy Awards, e uniu-se ao concurso como símbolo de engajamento da música, cultura, justiça e educação pela igualdade de gênero, além da importância de levar esta mensagem à juventude brasileira.

“Nesse ano, a nossa pauta é olhar para o espaço, olhar para a representatividade em pé de igualdade. Igualdade não apenas em termos representativos, mas um espaço de voz, porque quando as mulheres são ouvidas, todas elas ganham força também para serem ouvidas e usaram a sua voz efetivamente”, destaca a  promotora de justiça do Ministério Público de São Paulo Fabíola Negrão Covas.

Cronograma

Até 19/06/2018 – envio para a Diretoria de Ensino.

De 19/06 a 06/07/2018 – Fase Diretoria de Ensino.

Até 06/07/2018 – Envio para a SEESP/CRE Mario Covas/EFAP.

De 06/07/2018 a 30/07/2018 – Seleção estadual SEESP.

Em 30/07/2018 – Divulgação dos finalistas para votação popular.

De 30/07/2018 a 13/08/2018 – Votação popular online

Apresentação do vídeo da Música Vencedora – local e data a serem definidos

Edições anteriores do concurso de música Vozes pela Igualdade de Gênero

O concurso de música Vozes pela Igualdade de Gênero é resultado de parceria entre o Ministério Público do Estado de São Paulo e a Secretaria de Estado da Educação. O concurso foi lançado em 2016, como forma de chamar atenção para a necessidade do enfrentamento à violência contra mulher, no ano em a Lei Maria da Penha completou uma década de existência.

O tema do concurso mobilizou na 1ª edição estudantes do Ensino Médio da rede estadual paulista das Diretorias de Ensino da capital, que apresentaram composições musicais sobre o fim do preconceito e da violência de gênero, valorizando a luta pela liberdade das mulheres.

A música “Primeiro Passo”, de autoria do aluno Nathan Pereira da Silva, foi a vencedora. A música foi gravada pelo Midas Music e contou com a participação da cantora Kell Smith. A música está disponível aqui. “Eu gosto de fazer alguma crítica, de colocar alguma coisa para abrir os olhos das pessoas”, disse o jovem cantor.

A cantora Kell Simith fala sobre a sua participação. “A música chegou linda para mim. A proposta foi fazer um refrão para agregar. Eu ouvi a letra do Nathan e logo veio a inspiração. A simplicidade da letra foi o que mais me cativou. Achei muito didática, com um vocabulário incrível. Foi uma honra poder participar”, destacou.

A 2ª edição do Concurso de Música Vozes pela Igualdade de Gênero, em 2017, mobilizou centenas de estudantes das escolas estaduais paulistas. Eles criaram composições musicais que valorizam o respeito às diferenças, o enfrentamento a quaisquer formas de discriminação de gênero e orientação sexual, com o tema #RespeitaAsDiferenças.

O grande vencedor foi o aluno Elian Flores, da escola Tonico Barão da Diretoria Regional de Ensino de Fernandópolis, com a música “Amar sem olhar a quem”  que conquistou 78.294 votos. Para Thiago Sabatine, que integra a Equipe Técnica da Secretaria da Educação, “a música de Elian tem uma mensagem muito importante, que é amar sem olhar a quem, como o nome sugere. Ele conquistou mais de 70 mil votos com a sua letra de respeito às diferenças”, diz.

O vencedor  foi orientado pelo produtor musical Rick Bonadio e sua equipe. Confira o resultado da gravação aqui. Durante a gravação, o jovem comentou esse momento ao lado de Rick Bonadio. “As coisas vêm acontecendo pouco a pouco e eu estou trabalhando para colher esses frutos. Estar aqui fortifica ainda mais meu projeto de vida, a profissão que eu escolhi”, reforçou o cantor.