segunda-feira, 12/11/2012
Ensino Integral

Alunos do Ensino Integral já colhem os frutos da jornada ampliada de estudos

“Todo mundo falava que eu não ia aguentar ficar tanto tempo na escola. Mas vi que é totalmente diferente. Tem biblioteca, esportes, eletivas. Não tem como ficar cansado”, revela animadamente Vitor Muniz, aluno do 1º ano do Ensino Integral da E.E. Prefeito Nestor de Camargo, em Barueri. Nas unidades de Ensino Integral, disciplinas eletivas aproximam […]

20121108_integral_alunos_620

“Todo mundo falava que eu não ia aguentar ficar tanto tempo na escola. Mas vi que é totalmente diferente. Tem biblioteca, esportes, eletivas. Não tem como ficar cansado”, revela animadamente Vitor Muniz, aluno do 1º ano do Ensino Integral da E.E. Prefeito Nestor de Camargo, em Barueri.

Nas unidades de Ensino Integral, disciplinas eletivas aproximam alunos e escola

Vitor é um dos cerca de 4,5 mil alunos da rede estadual que estudam nas 16 unidades de ensino que oferecem Ensino Integral. Assim como ele, Yago também não se arrepende de ter ingressado na escola. Pelo contrário, só tem elogios sobre o modelo.

Professores do Ensino Integral apostam no modelo e falam sobre a rotina escolar

“A escola integral oferece a oportunidade que você precisa para o mercado de trabalho no futuro. Quando cheguei tinha planos, mas hoje penso além. Quero ser Engenheiro Eletrônico, fazer mais três faculdades e ajudar nos projetos da escola”, conta Yago Ondersen, também aluno da E.E. Prefeito Nestor de Camargo.

O novo modelo de Ensino Integral oferecido aos estudantes da rede estadual proporciona jornada ampliada, para que eles planejem e executem seus projetos de vida. No programa, os alunos têm orientação e auxílio dos professores para alcançarem sucesso acadêmico e profissional. Além disso, contam com uma estrutura que inclui laboratórios de ciências, sala de leitura e sala de informática.

Conheça a página da Secretaria da Educação no Facebook

Em 2013, outros 16 mil estudantes terão oportunidade de cursar este modelo de ensino que tanto agradou estudantes como Vitor e Yago. No próximo ano letivo, 53 unidades passam a oferecer o modelo. As novas unidades – cinco na capital e as restantes distribuídas pelo interior do Estado – levarão a nova proposta também para os anos finais do Ensino Fundamental.

Saiba quais escolas terão o modelo em 2013