quarta-feira, 02/04/2014
Pais e Alunos

No Dia do Livro Infantil, conheça alguns projetos de incentivo à leitura da Educação

Ações desenvolvidas pela Secretaria levam atividades de leitura para estudantes da rede estadual

Nesta quarta-feira (2) é comemorado o Dia Internacional do Livro Infantil e nesta data, o Portal da Educação lembra algumas das iniciativas do Estado para assegurar o acesso e o estimulo à leitura na rede estadual. 

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Presentes nas escolas, as Salas de Leitura fazem parte de um série de ações desenvolvidas pela Educação para estimular esse hábito. Criada em 2009 para atender alunos do 6º ao 9º do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos, o projeto leva aos alunos jornais, revistas, livros, catálogo, orientação para pesquisa, letramento informacional entre outros.

As salas estão abertas para os alunos nos três períodos de aula, sendo coordenadas por professores. Esse incentivo já beneficiou mais de 2 mil alunos em toda rede: são 3.028 salas de leitura distribuídas em 598 municípios do Estado de São Paulo.

Apoio ao saber

Já os clássicos da literatura brasileira são o foco do projeto Apoio ao Saber, que visa acompanhar o desenvolvimento da leitura dos alunos da 5º a 8º séries e Ensino Médio. Cada aluno recebe títulos de acordo com a sua série, criando sua própria biblioteca, uma maneira de dar acesso à leitura não só ao aluno da rede, mas também a toda sua família, incentivando a leitura dentro da comunidade.

O programa estabelece a entrega anual de um Kit composto por três livros para cada um dos cerca de 3,5 milhões de alunos dos anos contemplados. Conheça aqui o caminho que esses clássicos percorrem para chegar às mãos do aluno.

Organização e participação em eventos literários

A Educação também organiza e participa de eventos literários. Em 2013, por exemplo, uma exposição com programação recheada de literatura, reuniu apresentações de poesias, saraus e leitura de contos. Todos que circularam pela estação Tatuapé do Metrô de São Paulo tiveram acesso a cerca de 600 livros que ficaram expostos no stand da Secretaria. Obras consagradas de nomes como Cecília Meirelles, Manuel Bandeira e Graciliano Ramos estiveram à disposição dos visitantes.

Outro exemplo foi em 2012, quando dezenas de milhares de estudantes das escolas da rede estadual participaram da 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Neste vídeo é possível acompanhar a visita de alguns estudantes ao evento, um dos maiores eventos da área no país.