terça-feira, 27/10/2015
Pais e Alunos

Confira como funcionará as matrículas com o processo de reorganização

Os interessados em estudar na rede estadual paulista em 2016 já podem efetuar a inscrição

Para se matricular para o próximo ano, os pais e alunos devem se dirigir a uma escola e fornecer dados do estudante como comprovante de residência e certidão de nascimento.  É preciso se atentar, a atualização dos dados é fundamental para o processo de reorganização da rede estadual. Através desse recadastramento, a Educação poderá garantir que esse aluno estude na unidade escolar mais próxima de sua casa.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

A Educação preparou um site, para que pais e estudantes possam preencher seus dados cadastrais. Clique aqui e atualize.

Há vagas em todas as regiões do Estado para classes do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) e Ensino Médio, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

As inscrições dos novos alunos na rede estadual seguem até o dia 13 de novembro, quando haverá atualização dos novos matriculados. No dia 14 de dezembro, as matrículas reabrem novamente e ficarão disponíveis durante o ano de 2016. O sistema de cadastro da rede estadual de São Paulo respeita os critérios de proximidade entre a escola e a residência dos alunos. Por isso, é importante que os dados fornecidos às unidades estejam atualizados.

O cadastro é unificado e é valido para alunos que estão fora do sistema público, seja estadual ou municipal, e querem ingressar em uma escola no próximo ano. A matrícula é automática aos alunos que já frequentam as unidades de ensino estaduais ou municipais de São Paulo e querem dar continuidade aos estudos na rede pública.

Também é automático o cadastramento de crianças com idade mínima de seis anos completos que cursaram a pré-escola pública. Nesses casos, a inclusão é feita no 1º ano do Ensino Fundamental, mediante a consulta aos responsáveis e atualização do endereço residencial.

Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Os jovens e adultos que ainda não concluíram os estudos e querem retornar para as salas de aula em 2016 já podem fazer a matrícula. Para isso, é preciso ficar atento aos pré-requisitos regulamentados pela Educação paulista em 2015. Saiba mais aqui.

Reorganização

O Estado de São Paulo passa por uma reorganização de sua rede que não afeta o número de vagas oferecidas. Para isso, será implementado um plano que tem como principal foco otimizar as escolas nos ciclos por aluno, ou seja, colocando, quando possível, alunos de 6 e 7 anos e de 15, 16 e 17 anos em escolas preparadas especialmente para cada público.

Estimativas prévias da secretaria apontam que é possível crescer em 30% o número de escolas com um só ciclo de ensino (do 1º ao 5º ano, do 6º ao 9º ano ou médio). Em muitas outras haverá uma organização para se ter os dois ciclos do fundamental. 

Para auxiliar nessa readequação de escolas, a Educação está recadastrando os alunos que já estão na rede, para garantir que as crianças e adolescentes estudem próximas as suas residências. No endereço www.atualizeseusdados.educacao.sp.gov.br pais e estudantes poderão conferir as informações e, quando necessário, fazer as alterações.