sexta-feira, 20/01/2017
Pais e Alunos

Passo a passo para solicitar documentos e certificados na rede estadual

O ideal é solicitar o quanto antes os registros nas escolas ou Diretorias Regionais de Ensino

Em 2016, mais de 700 mil alunos concluíram os Ensinos Fundamental e Médio na rede estadual de São Paulo. Para os estudantes que pretendem ingressar em curso de nível superior, mudar de escola ou participar de seleção de emprego, três documentos são essenciais. Para não perder os prazos, a orientação da Secretaria da Educação é solicitar o quanto antes os registros nas escolas ou Diretorias Regionais de Ensino. Veja como e para que servem:

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Declaração
É o documento que atesta o resultado final obtido pelo aluno (aprovado ou reprovado) no ano letivo. Serve para efetuar a matrícula enquanto aguarda a emissão do histórico escolar. Também é válido para aqueles que procuram emprego ou estágio e precisam comprovar o horário de estudo. O documento deve ser solicitado na própria escola.

Histórico escolar
O material é responsável por detalhar toda a trajetória acadêmica do aluno, e pode ser solicitado a partir da conclusão do curso. Nas transferências para outra rede de ensino, o documento também é indispensável para garantir a continuidade do estudo no ciclo correto. O pedido deve ser feito na unidade onde está matriculado. Em caso de escolas que não funcionam mais, o interessado deve se dirigir à Diretoria de Ensino.

Certificado
Podem dar entrada da 1ª via, os alunos concludentes do Ensino Fundamental e Médio nas modalidades regular ou Educação de Jovens e Adultos (EJA). O documento é obrigatório para quem ingressa em universidades – no Brasil e em outros países. O certificado também é exigido em concursos públicos e como atestado de escolaridade em seleção de empregos.

Volta às aulas
Quem ainda não concluiu a educação básica e vai continuar na rede, fique atento ao calendário 2017. Neste ano, as atividades terão início no dia 2 de fevereiro. A data é a mesma em todas as 5 mil unidades de Ensino Fundamental, Médio e Educação de Jovens e Adultos.